Por que a maioria dos relacionamentos românticos não duram?

Deixe um comentário

29/11/2022

(O Conselho Arcturiano da 9D, canalização de Daniel Scranton)

“Saudações. Nós somos o Conselho Arcturiano. Temos o prazer de nos conectar com todos vocês.

Estamos nos dando tudo o que precisamos para ser as melhores versões de nós mesmos para todos vocês e para todos os outros seres a quem estamos ajudando neste nosso universo. Não nos refreamos de nos dar o amor e a compaixão que tanto gostamos de receber dos outros. Um dos maiores segredos, que não lhes ensinaram nas escolas ou nas religiões é que, se vocês desejam que os outros os tratem de um determinado modo, primeiramente, vocês devem se tratar do modo como desejam ser tratados.

Esta é a regra de ouro, parte dois da qual estamos falando. Sim, vocês querem tratar os outros como gostariam de ser tratados, mas também precisam se tratar como gostariam que os outros os tratassem. O universo é um espelho gigantesco e sempre revela o que está acontecendo em seu interior, e não o que vocês querem que o mundo pense ou veja. O que quer que vocês queiram que os outros pensem e digam sobre vocês, por favor, pensem nisso e digam essas coisas para si mesmos. Digam ao universo, e demonstrem ao universo, o que vocês querem ver refletido de volta para si por seus semelhantes.

Vocês têm muito mais para dar aos outros quando se sentem inteiros e completos em si mesmos. Esse é o principal motivo pelo qual a maioria dos relacionamentos de natureza romântica não funciona ou não dura até que a morte os separe. É porque pelo menos uma das pessoas no relacionamento está procurando o outro para dar-lhe algo que nunca foi capaz de se dar. E, no início, é fácil para a outra pessoa fazer isso, mas, finalmente, ela se envolverá em outros aspectos da vida e se esquecerá de dar ao parceiro o que ele precisa e deseja. E é aí geralmente que o relacionamento fracassa.

Mas se vocês priorizam o modo como se relacionam consigo mesmos, não há limite para a quantidade de amor, elogios e adoração que vocês podem receber de seus semelhantes. Isso é algo que gostaríamos de ver sendo ensinado em seus sistemas de escolas públicas, mas, infelizmente, nem é mencionado no currículo. E a maioria de vocês tem que esperar até a idade adulta para perceber o que está faltando em suas vidas há décadas. Estamos aqui para lhes dar permissão para dar-se tudo o que desejam e precisam de seus semelhantes, e deixar todos os outros fora de cogitação, por enquanto. Apenas confiem que eles começarão a refletir para vocês esse amor a si próprio ao qual vocês se dedicarão a partir deste ponto em suas vidas.

Somos o Conselho Arcturiano e gostamos de nos conectar com vocês.”

Tradução de Ivete Brito – adavai@me.comwww.adavai.wordpress.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.