NÃO HÁ NADA DE ERRADO COM VOCÊ

Deixe um comentário

25/04/2022

Amigo, desde o início você nunca foi mimado. Você não nasceu em pecado.

Nunca houve nada que faltasse fundamentalmente em sua vida. Você apenas pensou que era.

Outros tentaram convencê-lo de que você não era bom o suficiente, porque eles próprios não se sentiam bem o suficiente.

Em sua inocência, e sem provas em contrário, você acreditou neles. Então você passou todos esses anos tentando reparar, purificar e aperfeiçoar a si mesmo. Você buscou poder, riqueza, fama e até iluminação espiritual para provar seu valor como um ‘eu’.

Você jogou o jogo de construir-um-melhor-eu, comparando-se com outras versões de ‘eu’, e sempre se sentindo inferior ou superior, e tudo se tornou tão exaustivo, tentando alcançar aqueles objetivos impossíveis, viver de acordo com uma imagem que você nem acreditava totalmente de qualquer maneira, e ansiava por um profundo descanso de si mesmo…

Mas você sempre foi perfeito, sabe, desde o começo. Perfeito em sua imperfeição absoluta.

Suas imperfeições, suas peculiaridades, suas aparentes falhas, sua estranheza, seus sabores únicos e insubstituíveis, foram o que o tornou tão adorável, tão humano, tão real, tão relacionável. Mesmo em sua gloriosa imperfeição, você sempre foi uma expressão perfeita da vida, um filho amado do universo, uma obra de arte completa, única em todo o mundo e digna de todas as riquezas da vida.

Nunca foi sobre ser um ‘eu’ perfeito. Tratava-se de estar perfeitamente Aqui, sendo perfeitamente você mesmo, em toda a sua estranheza divina.

“Esqueça sua oferta perfeita”, canta Leonard Cohen. “Há uma rachadura em tudo. É assim que a luz penetra.”

-Jeff Foster

Por @despertarodivino

NÃO HÁ NADA DE ERRADO COM VOCÊ

Amigo, desde o início você nunca foi mimado. Você não nasceu em pecado.

Nunca houve nada que faltasse fundamentalmente em sua vida. Você apenas pensou que era.

Outros tentaram convencê-lo de que você não era bom o suficiente, porque eles próprios não se sentiam bem o suficiente.

Em sua inocência, e sem provas em contrário, você acreditou neles. Então você passou todos esses anos tentando reparar, purificar e aperfeiçoar a si mesmo. Você buscou poder, riqueza, fama e até iluminação espiritual para provar seu valor como um ‘eu’.

Você jogou o jogo de construir-um-melhor-eu, comparando-se com outras versões de ‘eu’, e sempre se sentindo inferior ou superior, e tudo se tornou tão exaustivo, tentando alcançar aqueles objetivos impossíveis, viver de acordo com uma imagem que você nem acreditava totalmente de qualquer maneira, e ansiava por um profundo descanso de si mesmo…

Mas você sempre foi perfeito, sabe, desde o começo. Perfeito em sua imperfeição absoluta.

Suas imperfeições, suas peculiaridades, suas aparentes falhas, sua estranheza, seus sabores únicos e insubstituíveis, foram o que o tornou tão adorável, tão humano, tão real, tão relacionável. Mesmo em sua gloriosa imperfeição, você sempre foi uma expressão perfeita da vida, um filho amado do universo, uma obra de arte completa, única em todo o mundo e digna de todas as riquezas da vida.

Nunca foi sobre ser um ‘eu’ perfeito. Tratava-se de estar perfeitamente Aqui, sendo perfeitamente você mesmo, em toda a sua estranheza divina.

“Esqueça sua oferta perfeita”, canta Leonard Cohen. “Há uma rachadura em tudo. É assim que a luz penetra.”

-Jeff Foster

Por @despertarodivino

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.