CONSELHO ARCTURIANO

Deixe um comentário

(Canalizado por Daniel Scranton)

VOCÊS ESTÃO CRIANDO A NOVA TERRA 5D

“Saudações. Nós somos o Conselho Arcturiano. Temos o prazer de nos conectar com todos vocês.

Estamos muito satisfeitos com seu progresso como um coletivo, à medida que vemos cada vez mais de vocês desistindo da luta e do esforço, e os testemunhamos interiorizando-se em busca da cura de que precisam e encontrando aí o perdão. Sabemos que há muita coisa em seu planeta para que fiquem indignados. Sabemos que há muita coisa para resistirem, se forem em busca. Podem estar lutando por causas justas, o dia todo, todos os dias, e só chegar a uma pequena fração das que valem a pena, e muitas pessoas sentiram que essa é sua missão na vida. Muitas pessoas sentem que será assim que elas terão um impacto e farão a diferença.

Mas quando vocês veem o mundo lá fora como um macrocosmo de si mesmos, enquanto indivíduos, então vocês compreendem. Depois percebem que empurrar contra qualquer coisa é apenas empurrar contra si. Quando compreendem isso, e reconhecem que seu trabalho está em seu interior, vocês podem pôr de lado seus piquetes e liberar a petição que estão segurando em sua mão dominante, e vocês podem reconhecer isso para criar um mundo melhor e mais harmonioso, devem começar por si. Isso é algo que vemos cada vez mais pessoas fazendo, ao perceber a futilidade da abordagem mais tradicional. As abordagens mais tradicionais têm sido fazer as mudanças, politicamente, por meio de protestos, marchas, mudanças nas leis.

As abordagens menos tradicionais também demonstraram funcionar por estudos que foram realizados. Incluem oração e meditação. Também há muitas evidências anedóticas de que o pensamento positivo funciona para o pensador positivo, e quando se obtém o suficiente do coletivo desperto para se concentrar em algo positivo, algo que é desejado para a humanidade, então vocês realmente acessaram seu poder. Isso é o que mais dos despertos têm feito, e é por isso que nos sentimos tão felizes com o progresso que percebemos na consciência coletiva aí. À medida que continuam a se reunir em pequenos grupos, não importa quão pequenos, ou mesmo conectando-se pela Internet, e estabelecem sua intenção para algo positivo para a humanidade, o impacto é enorme.

Estão criando a Terra de quinta dimensão, também conhecida como a Nova Terra. Vocês a criam primeiramente ao perceber que existe uma sociedade problemática que precisa mudar. Existem sistemas que são falhos e corrompidos. Em primeiro lugar, reconhecem quais são os problemas e, então, inicialmente, vocês resistem a eles, e isso é normal e tudo bem. Isso demonstra que vocês são apaixonados e que seus desejos de mudança são fortes, e essas coisas ajudam na criação do novo. Mas, finalmente, vocês param de resistir e se lembram de que o poder está dentro de si mesmos para criar essas mudanças, sem ter que derrubar nenhum regime, sem ter que filmar uma série de documentários sobre o que há de errado com isso ou aquilo.

Fazem isso através de sua energia positiva, do seu alinhamento com a Fonte. Podem se surpreender ao ouvir isso, mas a Fonte não está resistindo a nada. E assim, quando vocês estão resistindo, não estão alinhados com a Fonte. Pensem nisso; que seja absorvido pela mente. E, em seguida, escolham o alinhamento com seu verdadeiro poder e todos os seus companheiros lá no reino físico que desejam ver as mesmas mudanças que vocês fazem, mudanças que beneficiem a todos.

Nós somos o Conselho Arcturiano e gostamos de nos conectar com você.”

Tradução de Ivete Brito – adavai@me.comwww.adavai.wordpress.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.