A HUMANIDADE CATIVA E APRISIONADA

Deixe um comentário

03/01/22

Estela Leal

O cativeiro humano encontra-se na mente.

O tamanho e a realidade do Universo são percebidos pela disposição de acreditar naquilo que não se pode ver, ouvir, tocar ou mensurar.

Muitos chegam nesse plano e passam suas vidas no limite da linearidade daquilo que é tradicional e aceito pela lógica humana. Sem nunca entender ou perceber que a lógica humana é limitada pelo “véu” que envolve e caracteriza essa experiência planetária.

O corpo e a mente linear acabam por aprisionar a alma e a oprimi-la. Entretanto nenhuma ação ou limite será suficiente para calá-la, pois Ela reconhece o “véu” e sabe o que existe além dele por experiências e não por meras suposições ou histórias contadas por outrem.

Parte da humanidade que considera e acredita que a alma é imortal, também entende que antes dessa experiência atual, Ela já existia em algum lugar e continuará existindo mesmo quando o corpo, que hoje é um instrumento de atuação, sofrer a morte biológica.

Seria sensato se desvencilhar das limitações impostas pelo espaço, pelo tempo, pelo corpo e pela mente linear. Considere buscar os segredos e as respostas na própria alma. Ela sim tem toda a capacidade de mostrar a verdade. Nela se imprime a real e verdadeira Escritura Sagrada (histórico cósmico do Ser). Lá se encontra registrado todas as experiências, todos os propósitos e as Leis Universais. É como uma bussola pessoal; um recurso que precisa ser honrado, reconhecido e utilizado. A humanidade se iguala em essência, entretanto divergem-se pelas experiências únicas e pessoais que marcam cada trajetória. Assim não pode haver uma cartilha ou um único caminho que seja ideal para todos sem distinção.

A maioria busca no lado externo aquilo que se encontra nítido e em totalidade no lado interno do Ser. Todas as respostas e tudo o que se necessita saber, dever ser perguntado a própria alma. Somente Ela tem a capacidade de direcionamento sem enganos ou intenções duvidosas. Confiar em si mesmo é o caminho da Luz.

Os humanos contam histórias, estudam livros considerados sagrados, seguem doutrinas, recitam orações, ditam comportamentos, santificam ou demonizam situações e pessoas. Entretanto todas essas práticas mais vos dividem do que vos unem. Vivem rotulando e julgando uns aos outros numa segregação velada corporativista, numa busca externa sem profundidade, sem identidade e sem um propósito verdadeiramente iluminado.

Fazem tudo isso e o máximo que conseguem é dizer com o peito estufado e cheio de orgulho, que são tementes a Deus. Sem nunca perceber a representação da infantilidade que ainda habita aqueles corações que se orgulham de temer, quando na verdade o temor nunca foi e nunca será o objetivo da estadia humana na Terra.

O CORAÇÃO QUE TEME, PERDE A CAPACIDADE PARA O AMOR!

Chegou o momento da humanidade se encher de coragem; tocar e reconhecer a própria alma para conseguir entender que Deus não deve ser temido, não precisa ser exposto, não requer ser entendido ou explicado e dispensa qualquer apresentação. Ele é o Todo em Perfeição e aguarda em paciência para que seja sentido pulsando como uma Centelha de Luz residindo na essência de cada Ser que habita este lindo planeta em busca da ascensão e da Luz.

Em Amor e Luz

Estela Leal

Reflexões

adavai@me.comhttp://www.adavai.wordpress.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.