A SENHA DA VITÓRIA

Deixe um comentário

17 abril 2021

Li recentemente: “A paciência não é a habilidade de esperar, mas a capacidade de manter uma boa atitude enquanto espera”. No momento atual, estamos necessitando exercer a paciência nesse sentido para não perdermos o equilíbrio, uma vez que tudo o que está acontecendo parece nos levar ao estresse.

Sinto como se estivéssemos tateando na escuridão, ouvindo ruídos que não sabemos de onde vêm, não conseguindo ver quem está ao nosso lado devido à densidade das sombras, mas sabemos que temos que continuar caminhando, sem nos ater ao medo ou à dúvida que porventura nos queira intimidar. O caminho já foi definido há muito tempo e o escolhemos, portanto, só nos resta prosseguir, com fé e confiança, ainda que não tenhamos qualquer manual ou diretriz que nos diga exatamente o que fazer. Seguimos confiando no Plano Divino porque sabemos que é impossível que ele fracasse.

Poderíamos até dizer que ao dobrar a esquina teremos um mundo novo, mas, talvez nem precisemos fazer isso, porque aquilo que procuramos estará bem à nossa frente, sem maiores dificuldades de acesso. Será uma grande comemoração quando chegarmos lá e vamos nos surpreender com a tranquilidade e a naturalidade de como tudo aconteceu. A senha é FÉ e CONFIANÇA, porque o resto virá com facilidade. É só uma questão de tempo…. de pouco tempo, se formos pensar em termos de humanidade. Mas esse é o preço que teremos que pagar para atingirmos o principal propósito para o qual encarnamos desta feita.

Bem sei que o ego quer garantias, afinal ele sente que é o nosso grande protetor e que sem o seu controle poderíamos sucumbir. Mas, isso não é verdade, precisamos apenas confiar no plano, porque temos o nosso Eu Superior presente e pronto para nos conduzir, se lhe dermos chance.

Nunca é demais a sugestão de nos interiorizarmos a fim de obter as respostas que muitas vezes buscamos fora. Tudo está dentro. E isso não é retórica: é a mais pura verdade. No entanto, temos que ter disciplina para podermos nos manter equilibrados, fazendo o que sabemos ser mais adequado para nós, procurando ouvir nossa orientação interior, confiando nela e vivendo o agora da melhor forma que pudermos.

Uma coisa que tem me ajudado muito a não participar do caos externo é exercer a compaixão de modo geral, procurando levar em conta que tudo está certo do jeito que está, mesmo que não saibamos exatamente o que acontece nos bastidores, que não concordemos com atitudes de certos poderes/governantes, que as pessoas pareçam irracionais, que a vida pareça injusta para alguns. Isso porque estamos na dualidade, o espectro é muito amplo e há espaço para muita coisa que não entendemos e talvez nem precisemos fazê-lo, porque a nossa evolução não depende desses detalhes.

Vamos em frente, com um sorriso nos lábios e um coração gentil e generoso, sempre dispostos a colaborar com o nosso semelhante, no que for preciso, porque ele também escolheu estar na Terra neste momento crucial para contribuir com a sua energia. Estamos juntos, somos todos um, de fato, consequentemente, a nossa graduação será coletiva, certa e garantida desde que não desistamos desta corrida de obstáculos.

Ivete Adavaí – 17 de abril de 2021

adavai@me.comwww.adavai.wordpress.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.