SEMPRE HAVERÁ UM PLANO “B”

Deixe um comentário

Talvez nunca antes na história da humanidade tivemos tanta necessidade de fé e confiança. Isso não se trata de retórica nem de colocar panos quentes para amainar a dor ou a desesperança de alguns. Estamos no limiar de uma mudança drástica em que vamos passar de uma realidade ilusória de terceira dimensão para uma de quinta dimensão, em que vamos vivenciar situações desconhecidas para quem tem vivido em um mundo de dualidade e polaridade.

No entanto, este privilégio requer também compromisso e responsabilidade. Podemos contar com infinitas ajudas oriundas do plano espiritual, mas não podemos esquecer de que ainda existimos em uma realidade ilusória em que a desinformação grassa como praga.

Não é incomum, ao lermos um texto ou assistirmos a um vídeo, percebermos que lá existem informações aparentemente úteis ao nosso propósito, mas também, inserido aqui e ali, a desinformação que desconstrói, por assim dizer, tudo aquilo que foi informado anteriormente. Há que se ter discernimento para não cairmos nessas ciladas. Aliás, parece que este é o formato engendrado e que tem dado certo para atrapalhar o pensamento das massas.

Cada pessoa é um universo de ideias, desinformação, intolerância, impaciência, certezas, beligerância, hostilidade, autoritarismo e também de fé, confiança, serenidade, benevolência, amor, paz, delicadeza… Ainda bem que podemos contar com o livre-arbítrio, que a Fonte Criadora nos conferiu, e não precisamos ir atrás de quem quer que seja na intenção de nos pôr arreios e nos fazer seguir em sua direção.

Apesar das muitas instruções com que podemos contar dos Seres de Luz, temos que ter cuidado para saber discriminar aquilo que nos serve, o que já nos serviu e o que jamais servirá. Isso dá trabalho. Parece que a maioria deseja uma receita pronta para que possa lançar mão quando precisar e utilizá-la sem usar o discernimento.

Os tempos são decisivos, e, portanto, perigosos. Não podemos, no afã de nos poupar, infringirmos a regra básica de buscar dentro de nós, e não fora, aquilo que precisamos fazer. Está tudo aí, é só uma questão de prestar atenção e não se distrair. Sim, distrações existem de todas as formas, das mais explícitas até as mais insidiosas e ocultas, que podem nos desviar do nosso caminho, simplesmente porque não nos ancoramos na nossa divindade, que habita em nosso íntimo. Precisamos nos lembrar de quem somos. O jogo está acabando, mas ainda precisamos nos manter firmes e resolutos para vencermos a batalha final. Estamos bem direcionados, mas não podemos, neste momento, perder o foco. Isso é tudo o que o adversário gostaria que acontecesse para estragar todo o trabalho já realizado até agora.

Também não podemos perder o controle próprio por ouvir conversas deletérias que servirão apenas para nos dissuadir daquilo que reconhecemos como certo para nós. Cada um tem a sua escolha, embora estejamos imersos em uma tempestade, cada um está no próprio barco, por isso, temos que ter cuidado para não nos desviarmos justamente agora. O menos é mais. Embora haja muita avidez por novas informações, o que tivermos que saber virá a nós de alguma forma, portanto, precisamos nos ater aos conhecimentos que adquirimos desde sempre, confiar na sabedoria que atingimos e agir com a confiança e a fé de que precisamos para nos manter na via expressa da ascensão, que além de ser real, está cada vez mais próxima de demonstrar os seus frutos para aqueles que realmente permanecerem determinados em cumprir os seus acordos.

Ainda teremos trabalho a fazer, porque o ano que mudou foi o do nosso calendário tridimensional. A vida continua, visto que, para o Universo, o conceito de tempo é outro, daí que não podemos achar que somente porque mudamos de ano que tudo mudará de forma mágica. Vamos continuar firmes, corajosos, confiantes, sabendo que o melhor ainda está por vir. Deixemos que a história se revele conforme o Plano Divino decretou, fazendo a nossa parte, conforme combinamos, e certos de que não precisamos nos preocupar com os detalhes: tudo está sob o controle maior da Consciência Universal. Cabe a nós, respeitar o andamento e o tempo de as coisas acontecerem. Sempre haverá um modo de o Universo agir que nos surpreenderá, se formos confiantes e mantivermos a fé. Ainda que algo que esperamos acontecer possa ‘não dar certo’, alguma coisa diferente será posta em ação, porque não estamos sós, estamos muito bem supridos de toda a ajuda necessária para passarmos para a outra etapa da nossa evolução.

Eu escolho confiar e aguardar… E vocês?

3 de janeiro de 2021

Ivete Adavaí – adavai@me.comwww.adavai.wordpress.com 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.