O FIM DA DUALIDADE

Deixe um comentário

Amados!

O Planeta Terra chega ao fim de um longo Ciclo Cósmico. Várias são as denominações deste Ciclo: Mundo de Expiações e Provas; Mundo de Terceira Dimensão; Mundo de consciência submetida ao véu do esquecimento; Mundo de Dualidade, etc.

O que importa não é a denominação, mas a condição em que este Mundo estava e, a direção que ele vai agora. Tudo segue rigorosamente as Leis do Criador. Como já dissemos antes, nada e ninguém pode mudar isso. A Transição Planetária já está acontecendo e vai seguir até o final, sempre respeitando as Leis do Universo.

O que nos espera logo ali adiante, é um Mundo de Regeneração, já com vibrações nas faixas de 5D e acima. Essa é a parte melhor da Transição Planetária. Saber que tudo vai mudar para melhor é um alento aos Espíritos já cansados desta Roda das sucessivas encarnações. Estamos na reta final desta longa caminhada.

Sim, haverá aprovados e reprovados, como em qualquer Escola. Os que atingiram o grau mais elevado de sua consciência, agora farão a sua ascensão. Subirão os degraus que os levará ao patamar superior nesta escada evolutiva dos Espíritos imortais.

Aos reprovados, não faltará amparo pois todos receberão oportunidades em outras escolas compatíveis com o seu atual nível de consciência. Mesmo que isso demande muitos milênios, sempre haverá um caminho que os levará na direção da volta para casa: a casa do Pai.

O Mundo de dualidade permitiu que os Espíritos encarnados aqui na Terra, experienciassem todas as possibilidades. Aquilo que conhecemos como BEM e MAL, não é propriamente o que a maioria entende. São práticas e exercícios que surgem alternadamente a fim de que se possa compreender melhor as Leis de Ação e Reação, ou de Causa e Efeito. É como misturar todas as peças de um quebra cabeça e depois montá-lo novamente. Estará apto aquele que conseguiu montá-lo.

O Bem e o Mal não existem da forma que nos ensinaram. Tanto um como o outro, são situações criadas pelos Espíritos a fim de entender o que contribui para a evolução e o que retarda essa evolução. Agindo de uma forma que cause dor à algo ou alguém, é preciso retornar, criar uma situação idêntica e experienciar uma ação contrária. Isso fará a consciência entender o resultado e as consequências de tais ações, tanto uma quanto a outra. Desta forma, cria-se uma consciência mais larga, pois o entendimento se alargou também.

A dualidade também é representada pela verdade e pela mentira. Acreditamos que existe de fato essa dualidade, mas ela é apenas uma ilusão de interpretação. O que existe de fato é sempre UMA PARTE DA VERDADE. A verdade absoluta não existe dentro da dualidade; somente em Mundos mais elevados, como os de Regeneração, condição que a Terra terá logo mais.

Tantas discussões ainda acontecem, porque estamos num final de Ciclo e, os humanos acreditam que cada um tem a verdade inteira. Isso não procede, pois ainda não chegamos lá. Estamos muito perto, mas não estamos totalmente dentro da Quinta Dimensão. Quando isso acontecer, todos poderão ler os pensamentos uns dos outros. É o ponto em que ninguém terá algo a esconder.

Tudo aquilo que alguém expressa, é sempre parte da verdade. Isso é óbvio, pois a mentira não existe. Ela é sim, uma parte da verdade, porém, invertida. É a parte da verdade que contradiz a outra parte. Ela se presta em contribuir com a expansão da consciência humana. Ela exige que a consciência fique sempre alerta. Ela cobra vigilância plena e permanente. Ela serve enfim para firmar a parte da verdade que cada situação exige. Tanto isso é lógico, que toda verdade invertida, ou seja a mentira, um dia se revela como falsa. Nesta hora ela deixa de existir pois cumpriu a sua função exemplarmente.

Somente os invigilantes se deixam levar pela inversão da verdade. Com certeza, retarda sobremaneira o caminhar daquele que foi persuadido por ela. É como errar o caminho numa viagem. Ao descobrir o erro, é necessário um bom tempo, desde retornar e retomar o caminho correto. Então a mentira como falsa verdade, leva ao erro da caminhada, mas serve como ensinamento para que a consciência aprenda a ser vigilante.

O que vemos hoje é uma discussão interminável de opiniões. Ora, se vivemos até aqui em um Mundo de Dualidade, por que as discussões? Cada um quer fazer valer a sua meia verdade. Não concorda com o ponto de vista do outro. Há toda uma animosidade na defesa de opiniões. Chega a ser impositivo! E se analisarmos bem, tudo não passa de uma atitude pueril. Coisas de crianças que descobrem uma maneira de como funciona o novo brinquedo.

Vou dar um exemplo aqui: três pessoas vão descrever uma casa. A mesma casa que os três veem ao mesmo tempo e da mesma posição. Um afirma que ela tem 4 janelas. O segundo diz que ela tem um telhado de zinco. E o terceiro garante que ela está pintada de azul. Assim começa uma discussão que se acentua a cada afirmação. Cada um se acha dono da verdade. Obviamente, o outro também acredita estar com a verdade, pois a descrição confere com a realidade. Enquanto não tiverem a consciência de que cada um avaliou pela sua ótica, e que esta ótica não é a mesma para todos, a discussão não acaba.

Vemos aqui neste exemplo, a realidade atual. Todos têm a sua versão, seja qual assunto for. Mas cada um tem sempre parte da verdade. É totalmente desnecessário discutir opiniões e pontos de vista. Não há mentira se entendermos que ela é sempre a verdade invertida. Assim como quando nos vemos num espelho, levantando o braço direito, no espelho mostra que é o braço esquerdo.

No exemplo da casa, vemos também que todas as considerações estão certas, porém, sempre como parte da verdade. Tanto aquele que disse que havia 4 janelas, como o que afirmou ser a casa coberta de zinco, e também o que disse que a casa é azul. É sempre uma maneira pessoal em descrever, explicar, dizer, escrever, relatar qualquer coisa ou fato. É sempre um ponto de vista, e esse ponto não é o mesmo para todos, pois cada ponto de vista é sempre parte da verdade.

Discussões desnecessárias causam desgaste e baixam as energias de quem se envolve. Opiniões sempre dizem mais sobre aquele que opina do que sobre o outro em referência. Comentários desrespeitosos desnudam aquele que o faz muito mais do aquele ao qual é dirigido. Opiniões muitas vezes mostram mais a ignorância do que a sabedoria de certas pessoas. Mas o esclarecimento, sempre é positivo, pois ele sempre contribui de uma forma ou de outra, tanto para aquele que tem uma versão ou outra da parte da verdade.

A Dualidade está em seus momentos finais. Aqueles que não conseguem entender isso, não sairão dela. E não saindo dela, terão que permanecer nela. Terão então, a continuidade pela necessidade de aprendizado, a precisam permanecer por mais tempo num Mundo de Terceira Dimensão. Não estando prontos, não serão aprovados. E não sendo aprovados, partirão para um Mundo ainda de Dualidade.

Eu sou Vital Frosi e minha missão é o esclarecimento!

Namastê!

adavai@me.comwww.adavai.wordpress.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.