REPENSANDO A DOR E A PERDA EM 2020

Deixe um comentário

TORNADO DO CAOS E MUDANÇA

(Mensagem de Selácia)

À medida que nossa sociedade revela mais desintegração e caos – muitas normas de vida interrompidas ou indisponíveis – é necessário repensar no impacto do luto e da perda e encontrar maneiras melhores de lidar com isso. Neste artigo, irei apresentar uma visão ampla de nossa situação sem precedentes e fornecer os principais recursos.

Daqui a alguns anos, quando olharmos para 2020, perceberemos a magnitude das coisas queridas que precisamos deixar para trás, os ajustes implacáveis ​​que tivemos que fazer e, para alguns de nós, os entes queridos que perdemos.

Por enquanto, no entanto, como estamos no meio do que chamarei de “tornado do caos e da mudança” – figurativamente dentro do tornado – não somos capazes de compreender o cenário completo de nossa situação. De certa forma, isso provavelmente é uma coisa boa, pois nosso ego teria um colapso sabendo dos detalhes e sendo incapaz de impedir o mundo de mudar.

REPENSANDO A DOR E A PERDA

Embora a dor e a perda façam parte da condição humana, os mecanismos de enfrentamento do passado são como um pequeno curativo em uma ferida aberta gigante que ainda sangra.

Por que agora é tão diferente?

Em primeiro lugar, a pandemia chegou no início de 2020, transtornando nossas vidas e nos forçando a constantes adaptações. A incerteza está em alta. É muito mais do que uma pandemia, é claro, mas isto teve um grande impacto em nossa experiência diária. Essa crise, e como ela influenciou a nossa visão da realidade, influencia nossas reações a outras perdas e crises.

Exemplos:

Doença ou morte de entes queridos e animais de estimação – não relacionados à pandemia – podem ser mais difíceis de processar quando já estamos lidando com mudanças de vida relacionadas à pandemia

Perder o emprego, estressante por si só, pode ter um impacto ainda maior em nosso bem-estar no ambiente incerto de hoje.

Mesmo algo que queremos fazer, como mudar para uma nova casa, pode envolver desafios únicos se coisas como a entrega de móveis em casa não estiverem disponíveis.

Para as pessoas que perderam entes queridos para o coronavírus, muitas vezes incapazes de estar com eles no final, há uma tristeza inconsolável e, às vezes, raiva sobre a grande má gestão da pandemia pelas autoridades.

Há uma nova palavra muito usada em 2020 – a dor do coronavírus

O que é isso? É um luto pandêmico que envolve a perda da rotina diária e de coisas familiares. Isto será diferente para cada pessoa, mas o impacto geral é o mesmo para todos nós.

Este é um exemplo de como funciona:

Você não pode ir aos seus lugares habituais ou ter o mesmo tipo de contato físico com as pessoas que está acostumado a ver

Há uma sensação de perda e talvez de desorientação – pois você está acostumado com suas rotinas

Pensamentos negativos surgem sobre as mudanças

Emoções como a ansiedade ou a raiva entram em jogo, catalisando mais pensamentos negativos.

Antes que você perceba, sua energia cai e você pode se sentir cansado e simplesmente querer tirar uma soneca, pois sua criatividade está indisponível e você não está inspirado. Soa familiar?

O QUE PODEMOS FAZER?

Sugiro que atualizemos nosso pensamento sobre o luto e a perda – levando em consideração o panorama das megamudanças da humanidade que ocorrerão em 2020. As pandemias virão e partirão, assim como outras coisas que não podemos prever com antecedência – todas essas coisas que exigem que sejamos flexíveis e de mente aberta enquanto encontramos maneiras de nos adaptarmos.

Devemos ter uma visão de longo prazo, pois não se trata apenas de 2020 ou da duração da pandemia. Quanto mais pensamos a curto prazo, na verdade, mais difícil será para nós lidarmos com a perda e a desorientação de mudar a forma como vivemos.

Devemos descobrir uma série de mecanismos de enfrentamento para que possamos aplicar neste ano e nos anos seguintes. A base disso envolve o desenvolvimento e a aplicação de qualidades espirituais: adaptabilidade, flexibilidade, abertura, paciência, gratidão, ser capaz de perdoar e estar disposto a mudar de ideia. No processo de desenvolvimento dessas qualidades, também desenvolvemos mais autocompaixão e amor próprio. Essas coisas influenciam nossa capacidade de ser resilientes em crises – este ano e além.

Provavelmente, você já está desenvolvendo essas qualidades espirituais. Se for esse o caso, saiba que essas qualidades levam vidas para se desenvolver. Portanto, se você já está familiarizado com elas e atualmente é capaz de aplicá-las algumas vezes, isso reflete vidas de desenvolvimento espiritual. Isso significa que você se preparou há muito tempo para estar aqui agora, e que tem mais recursos do que pode perceber agora! Permita que esse conhecimento fique registrado em seu coração e em seu ser, e use-o como inspiração para os próximos passos.

www.Selacia.com

Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

SABEDORIA COM A EXPERIÊNCIA

Deixe um comentário

(Inspiração Diária de Kate Spreckley)

As energias que chegam são imprevisíveis e voláteis à medida que se movem para mudar, e transformar o nosso mundo. À medida que a velha estrutura de nossa realidade continua a se dissolver, tempestades energéticas varrerão o planeta, alterando e impactando a nossa consciência em rápida expansão. Somos encorajados a estabelecer uma conexão mais firme com nossa alma, que nos apoiará e guiará conforme avançamos.

Você perceberá que sua identidade está mudando ainda mais para a própria alma, pois esse aspecto deve agora guiar todas as suas ações. Com essa mudança, você é liberado de velhos comportamentos, o que o libertará das emoções de velhas feridas e traumas do passado. Honre o passado e tudo o que você vivenciou. Aprenda a aceitar a dor e o sofrimento, mas vá além da história e entre na sabedoria que a experiência traz. Lembre-se de que o equilíbrio é fundamental.

Esta postagem pode ser republicada como está, sem alterações e todos os links ativos © 2020 Kate Spreckley http://www.spiritpathways.co.za

Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

MOMENTO DE OPORTUNIDADE

Deixe um comentário

(Inspiração Diária de Kate Spreckley)

Atualmente, o ambiente energético de nosso mundo está adicionando uma intensidade profunda aos eventos e circunstâncias que mudam nossas vidas. Há uma urgência sendo sentida quando nos é oferecida a cura e a resolução de muitos problemas antigos, tanto desta vida quanto de outras. Eventos e situações estão nos chamando para uma interiorização, à medida que emoções adormecidas e questões não resolvidas vêm à tona.

Durante este período poderoso, esteja presente em sua vida. Fique profundamente ciente do que está surgindo para cura e liberação. Reconheça que este é um momento de oportunidade em que você é capaz de se desprender do passado e se abrir para uma nova experiência de vida. Isso pode parecer um tanto desorientador conforme a base de sua vida muda. Adaptabilidade e flexibilidade são necessárias, pois o próprio terreno em que você está pisando está mudando.

Esta postagem pode ser republicada como está, sem alterações e todos os links ativos © 2020 Kate Spreckley http://www.spiritpathways.co.za

Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

PEDINDO AJUDA – 28/09/20

Deixe um comentário

(Mensagem de P’taah)

Questionador: Recentemente, tive um problema que não sabia como resolver. Eu apenas me sentei com a cabeça entre minhas mãos orando por ajuda, e percebi que isto é apenas um reflexo, que muitos apenas clamam: “Por favor, alguém resolva isto para mim, alguém me ajude!” E eu me perguntei se sou um tolo em pensar que pedir irá trazer alguma ajuda?

P’taah: Amado, nós lhe dissemos que o Universo o apoia cem por cento, se você permitir!

Questionador: Então, pedir ajuda ainda é uma coisa valiosa a se fazer?

P’taah: Com certeza! Você não precisa saber como, tudo o que você precisa saber é que é!

Questionador: Então, quando você diz que o Universo me apoie, estamos trocando a palavra “deus” pela palavra “universo”, realmente?

P’taah: Bem, é um conceito diferente, de certa forma. Se você entender que o Universo se compõe de camadas sobre camadas de realidades e seres dimensionais infinitos e que nada está separado, que há interação de energia em todos os multiversos, então você pode ver que não se trata de um deus individual sentado nas nuvens puxando cordas, e ajudando alguns e não ajudando outros.

Em vez disso, é você quem cria e cocria a realidade a partir da essência de seu próprio Ser, de seu próprio gênio extraordinariamente criativo. Portanto, quando dizemos que o Universo o apoia, não há nada separado de você. É você quem se separa, por medo, da disponibilidade deste apoio Universal.

Você pode invocar um deus ou uma deusa, você pode invocar qualquer coisa – em última análise, o que você está invocando é o seu próprio eu superior, se quiser, seu próprio ser maior, sua própria fonte de poder! E você não precisa ir além disso!

A maior parte de você, de fato, é a deusa criando / co-criando a realidade em toda a consciência. Considerando que, na maioria das vezes os humanos, em sua realidade normal do dia a dia, esquecem que estão conectados a esta Fonte, que é você quem cria, cocria.

E tudo isso acontece em ondas. De modo que, quando você está expandido em seu Ser, muitas vezes, está ciente dessas ondas de frequência energética que são magnéticas, que saem e atraem para si aquilo que corresponde à ressonância!

P: Uau, sim. Isso é maravilhoso, P’taah.

P’taah: Vocês são todos maravilhosos! Realmente maravilhosos, hein?

http://www.P’taah.com

Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

NA BUSCA DA PAZ

Deixe um comentário

(Mensagem canalizada – Mestres Ascencionados)

Eu venho falar através desta que eu conheço tão bem. Com frequência eu caminho com ela e nela instilo a calma. Ela lhe diria que o nosso irmão Kuthumi é o seu guia, mas na verdade, todos nós aqui somos. Somos conhecidos coletivamente como a Grande Fraternidade Branca. Este título é para o seu benefício. Aqui, não precisamos de título, trabalhamos em unidade e coletivamente, pois o homem agora está aprendendo e experienciando em seu planeta. Você está aprendendo a olhar para o seu verdadeiro eu enquanto experimenta a separação devido ao vírus atual.

Durante esse tempo, nesta pausa em sua vida, há tempo para reflexão. Um tempo para rever as expectativas de si mesmo, seus desejos. Quais são suas expectativas? Você pede mais de si mesmo do que realmente está pronto? Estar empenhado em atender às expectativas dos outros sobre você é um caminho para a doença e a decepção. Você cobre seu verdadeiro eu com uma máscara e espera que os outros aceitem e elogiem? Portanto, essa é uma falsa expectativa que você criou para si mesmo.

Isso pode ter passado pela sua mente enquanto seu estilo de vida era tão agitado. Tornou-se fácil ignorar e deixar de lado quando tentamos lembrá-lo de se interiorizar.

Agora há quietude na separação por causa da doença ao seu redor. A máscara só pode ser removida se você decidir fazer isso. A Lei da Polaridade está em jogo. Pense em uma vara. Em uma extremidade está o desejo de aceitação de outras pessoas por meio de suas palavras ou atos. No outro extremo está a verdadeira aceitação de si mesmo, o que leva à paz e sabedoria interior. No entanto, ambos são ativados em uma haste de sua escolha – a Lei da Polaridade.

Em tudo existe um oposto. O medo é o oposto do amor. A verdade é o oposto de inverdades. Ódio é o oposto de aceitação. É você quem escolhe a qual extremidade da vara vai dar sua energia. Isso decidirá sua experiência diária. Aqueles que se apegam firmemente aos bens materiais, acreditando que isso lhes trará felicidade e paz, nada aprendem.

A força vibracional de seu planeta está mudando. Sua própria força vibracional também está mudando. Tire a máscara e pegue a barra da polaridade. Interiorize-se e libere quaisquer expectativas falsas.

Os ventos da mudança são fortes – mas você também.

Uma árvore é frequentemente golpeada por ventos fortes, mas ela se mantém firme na riqueza fornecida pela Terra. Os galhos se dobrarão e balançarão, e esperarão a tempestade passar. A árvore permanecerá ereta e cheia de propósito, em unidade com a Terra. O homem agora deve reconhecer seu verdadeiro eu e ser forte neste conhecimento. O conhecimento adquirido por meio de escolhas passadas e experiências de vida, eliminando tudo o que não é mais necessário, aquilo que pesa na Alma. Este é o caminho para a sabedoria interior e, portanto, para a paz interior.

Os Mestres Ascencionados

Lynette Leckie-Clark
Fonte: https://kuthumischool.com/ — Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br: Tradução — Marco Iorio Júnior — Editor exclusivos do Trabalhadores da Luz