SISTEMA TECNOLÓGICO CORPO+ESPÍRITO

Deixe um comentário

Publicado em 10/06/2019 por Rodrigo Romo

(Eliana Rocca)

FONTE: https://terapeutasquanticos.com/2019/06/10/sistema-tecnologico-corpoespirito/

Você já deve ter ouvido a frase “Não sou humano.. estou humano”, se referindo à experiência da alma vivendo momentaneamente uma experiência num corpo biológico humano, entre tantas outras experiências da alma vividas em outros corpos, dimensões e realidades.

Esta afirmação é um divisor de águas, quando tomamos consciência da amplitude da nossa alma, expandindo a percepção sobre nossa atuação enquanto Consciência através do multiverso e dos reinos sutis.

No entanto, durante o processo de descoberta dessas realidades sutis, tendemos a esquecer um pouco da importância que o corpo humano possui na interação com estes outros reinos ou níveis conscienciais. Muitas vezes acreditamos até que o corpo humano é um empecilho ou um limitador para a experiência espiritual.

Mas vamos entender inicialmente, que o corpo físico em relação ao nosso sistema energético-espiritual é como o topo do iceberg. A parte mais exposta e sensível. E não menos importante ou isolada do restante. Nos fizeram acreditar que estamos separados de nossa parte espiritual, mas como muitas “verdades” inventadas, essa é mais uma grande mentira.

Fonte da imagem:https://www.deviantart.com/flincus/art/Metatron-cube-405742122

O corpo humano é uma usina de força, gerando um campo eletromagnético carregado de informação-energia. Nossos pensamentos e sentimentos possuem determinada carga vibracional, interagindo igualmente com o meio em que vivemos. Dependendo da frequência desses sentimentos e da intenção, criaremos um campo energético que por ressonância irá atrair a mesma qualidade frequencial.

As energias que criamos, emanamos, projetamos, ficam em nosso próprio campo eletromagnético, enquanto parte é projetada para o foco de nossa intenção. Seja para criar o bem, como para criar o mal. Nesta dança vibracional, entre diferentes frequências e energias não cabem dogmas, doutrinas, apenas ciência. Causa e efeito. Ação e reação.

Por esse motivo fomos levados a crer que se fazemos o bem, recebemos de volta o bem. Correto? Se fazemos o mal, seremos punidos.

Mas de fato é isso o que acontece? É isso o que testemunhamos todos os dias? Claro que não.

O nível frequencial de um ser humano não depende apenas do que ele acredita. Nossa qualidade energética não se resume em boas ações ou bons pensamentos. Somos a somatória de nossos traumas ancestrais, nosso histórico encarnacional, nossos contratos. Tudo isso extrapola a crença ingênua na guerra entre o bem e o mal.

Nosso corpo físico é um hardware biológico, um computador que armazena informações de gerações de nossos antepassados através do DNA, que funciona como microdiretórios transferidos pelos genes. Funciona conectado à rede planetária, ligado à matriz de medo e culpa, condicionamentos e programas de controle. Processa bilhões de dados por segundo, ao interagir com a rede sutil que pode ser comparada ao wi-fi.

Nem todas as informações são acessadas conscientemente, mas existem diversos programas funcionando em segundo plano que nos conectam com os outros computadores e sistemas, que são os outros seres humanos, animais, natureza, estruturas energéticas planetárias e uma infinidade de rotinas que trabalham simultaneamente, mesmo que não tenhamos consciência delas.

Os contratos funcionam como assinaturas eletrônicas ou rotinas ocultas, que muitas vezes você sequer se lembra de ter aceito. Mas ficam te monitorando dia e noite, absorvendo dados e analisando e controlando seu comportamento, pensamentos, ações e sentimentos.

As magias, maldições, mau-olhado e etc, funcionam como ataques de malware e vírus que de repente, quando você se descuida, roubam seus dados, sua energia, sua saúde. Causando muitas vezes o desligamento de todo o sistema. Ou seja, doenças graves e até a morte, muitas vezes.

Note a importância do corpo físico dentro da experiência espiritual ou energética. É através do seu hardware biológico que todo o mundo sutil se expressa e é através dele que você interage e processa todas essas experiências.

Nossos corpos sutis podem ser comparados a diferentes servidores, que atuam em rede com a Fonte Primordial, compartilhando informações ou impulsos. O problema é que nosso computador não suporta a energia gerada por esses servidores ou corpos superiores e nosso sistema operacional é capaz de processar pequenas quantidades de informação. Por isso fomos levados a acreditar que estamos separados da Fonte Primordial, mas na verdade, a nossa capacidade de processamento é que foi diminuída, para que não tivéssemos essa consciência.

Aliás, a Consciência é a somatória dos aprendizados e das informações absorvidas, que viaja por todo o sistema de servidores, buscando novas informações e compartilhando dados com eles. O primeiro servidor central se chama Eu Sou, que se conecta com outro servidor maior chamado Mônada e posteriormente, com a Supra Mônada. E a alma seria uma inteligência fluídica astral, que tem a capacidade de se desdobrar desde níveis equivalentes a 9D até a materialidade, acoplando em diferentes hardwares ou corpos biológicos em diferentes dimensões e realidades.

Quando iniciamos nossa jornada pela espiritualidade e nos envolvemos com diferentes terapias ou linhas de estudo, ativamos conhecimentos adormecidos, ou diretórios ocultos. Estes conhecimentos irão ativar rotinas ou programas que estavam desabilitados até então. Nosso sistema começa a funcionar em rede, acessando informações de nossos servidores, que estão conectados às consciências de nossa equipe espiritual, ou seja, outros sistemas que atuam em conjunto conosco, com o mesmo objetivo de levar ao Eu Sou e à Mônada as informações geradas por um determinado grupo de almas ou consciências.

No entanto, muitas vezes levados pelo impulso e pela emoção, buscamos recursos que tragam resultados imediatos.

Faço aqui uma analogia que pode parecer exagerada, mas é exatamente assim que os sistemas de controle religiosos ou dogmáticos funcionam. Imagine uma criança, inocente, descobrindo ainda a vida, que é envolvida pelas emoções fáceis de um videogame. O videogame imita situações reais, criando a ilusão de uma realidade perfeita e excitante, onde ele é super-herói, piloto, lutador. Fazendo com que a criança obtenha uma satisfação que ela nunca terá na vida real. Causando a longo prazo insatisfação e incapacidade de lidar com a realidade.

Algumas linhas terapêuticas, seitas e religiões atuam como videogames que implantam a sensação de bem-estar criando hologramas, que são situações projetadas, mas não reais. Como a ideia de céu, inferno e tantas outras projeções utilizando imagens de super-heróis, salvadores, gurus, etc. Dando ao indivíduo a sensação de que está seguro e que existe alguém controlando em algum nível superior todo o sistema. E assim foi construído todo o sistema religioso dogmático planetário.

Muitas pessoas, infelizmente, estão com seus sistemas tão sobrecarregados, que necessitam de paliativos que causem momentaneamente algum alívio, para que possam continuar.

O problema a médio e longo prazo, é quando não queremos olhar mais profundamente e fazer as limpezas e ajustes necessários. Sim, limpar arquivos de traumas, contratos, vírus, chips e implantes de monitoramento e controle. Nos desconectarmos da matriz planetária que gera um condicionamento e uma programação de escravidão.

Essa limpeza demanda tempo, dedicação, conscientização, estudo, trabalho individual de observação e avaliação das informações armazenadas e dos programas instalados. E quando não assumimos essa responsabilidade, mas a entregamos a outra pessoa ou grupo, perdemos a oportunidade de desenvolver nossa mestria, recebendo em contrapartida programas de conexão com outros grupos que não necessariamente representam nossa família de alma.

Na verdade, não estamos humanos, mas somos um corpo biológico humano atuando momentânea e individualmente como representante de um grupo de consciências que compõe nosso grupo espiritual formado pela Alma e seus fractais, Eu Sou, Mônada e Supra Mônada. Somos um coletivo tendo a experiência e o desafio de fazer escolhas individuais.

Gosto muito da analogia com tecnologia, porque de fato somos o resultado de tecnologia superior. Não da criação de um deus único, mas de vários grupos de “deuses” criadores ou programadores de softwares, cientistas e engenheiros cósmicos.

Neste momento e nesta realidade, estamos nos aproximando do ponto de retorno, do momento de “reboot” de todo o sistema. Limpar arquivos e memórias desnecessárias, desinstalar programas maliciosos e selecionar as experiências e aprendizados que serão levados de volta para nosso Servidor.

E então, continuar nossa viagem por outras redes, sistemas, utilizando quem sabe, novos hardwares biológicos mais avançados.

O Oculto se revela e a magia se une à tecnologia, pois tudo é uma coisa só. Assim como é em cima, é em baixo. E a cada momento que passa, a verdade se torna mais clara, mais contundente. Compreender a tecnologia da espiritualidade é extremamente importante para que deixemos de lado os dogmas do passado.

Fazendo uma reflexão final… sigamos adiante como mestres de nossa(s) realidade(s) através do despertar de uma consciência mais ampla, saindo finalmente dessa matriz planetária. Ou em um futuro bem próximo corremos o risco de nos tornarmos sucata ou o subproduto de outros sistemas de controle.

Essa imagem me remete a um grupo de almas e fractais, formando grupos sempre conectados, ligados à fonte central.

Imagens e ilustrações: Pinterest – https://br.pinterest.com/roccaeliana/

Este texto pode ser compartilhado desde que o link original desta página seja adicionado, que o texto não seja alterado, mencionando a autoria de Eliana Rocca.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.