REALINHAMENTO DA REALIDADE – 07/07/18

Deixe um comentário

(Jenny Schiltz)

Temos muita coisa acontecendo agora em muitos níveis. Tudo se acelera e se intensifica de todas as maneiras. Não há como voltar atrás agora, pois estamos sendo desnudados emocional, física e espiritualmente. Muitos estão sentindo que estão, de fato, em uma diferente realidade com um conjunto diferente de regras energéticas que agora devem ser descobertas. Até que coloquemos os pés neste novo território energético, teremos que sentir o nosso caminho. Isso pode causar grandes perturbações não só em nosso campo, mas “lá fora”.

Parece que está acontecendo um empurra e puxa. Muitas distorções que estavam em nossos campos estão se tornando conhecidas. Somos solicitados a liberar tudo, e a facilidade com que fazemos isso pode muitas vezes determinar quão graciosamente passamos por esse processo. Pode parecer que existem muitos aspectos do self querendo atenção ao mesmo tempo. A parte que quer clareza, direção concreta e garantias. A parte que está ferida e frustrada, que precisa ser ouvida, honrada e amada para ser liberada. Depois existe a parte que sabe que tudo está perfeito, na ordem divina, e exatamente o que é necessário para avançarmos. Torna-se um passeio interessante conforme aprendemos a ouvir todas as camadas, amá-las e nesse espaço fundi-las em uma só.

Também pode parecer como se tivéssemos feito um círculo completo. Estamos sendo confrontados com temores, circunstâncias e emoções pelas quais pensamos já ter passado, conquistado ou vencido. Apesar de frustrante, a diferença é que agora temos as ferramentas e o conhecimento para passar por isso e mudar as direções.

Somos solicitados a ter sentimentos semelhantes, experimentar dores semelhantes, mas fazer escolhas diferentes. Somos indagados se podemos ver através de nosso próprio padrão e não reagir a partir de um lugar de dor e medo, mas de amor e compaixão. As energias estão nos perguntando se aprendemos a partir da rota que tomamos antes e se podemos escolher uma resposta centrada no coração. É com essa resposta que abrimos diferentes acessos para novas expressões do self e a linha do tempo para a trajetória superior.

Eu tinha temores tão fortes referentes a finanças, que me via empurrando cada vez mais para afastar qualquer desgraça financeira que minha mente dissesse que viria. (De fato, eu posso ver isso agora, em retrospectiva). Na época eu não percebia os medos subconscientes que me impeliam. Só percebi que estava me sentindo mal e participei de uma jornada xamânica para perguntar a minha equipe o que eu precisava fazer para reduzir a drenagem de energia.

Eles me mostraram o padrão muito claramente, de um jeito que eu não havia entendido antes. No passado, eu apenas me permitia descansar quando o meu corpo entrava em colapso. O último colapso levou-me à debilitação física, falência e venda de minhas terras e animais. Quando o meu corpo começou a enviar sinais de que precisava de mais tempo para descanso, meditação e silêncio, meu subconsciente imediatamente trouxe à tona o medo da falta e da perda. Percebi que estava em uma posição de escolha. Podia fazer o que sempre fiz, que era não cuidar de mim, deixar o medo da falta me impelir para o colapso ou poderia dar um passo atrás e tornar mais leve a minha agenda e cuidar de mim.

Escolho fazer a coisa diferente, mesmo diante de todos os temores. Eu sabia no íntimo que tudo fluiria logo que eu me alinhasse internamente. Tem sido um período incrível à medida que confio no espírito e estou comigo mesma. Muita coisa se abriu desde então, apenas porque eu não permiti que a mesma programação fosse executada reiteradamente. Sem esse ruído constante, há espaço para acessar o novo.

Estamos realmente sendo convidados a trabalhar no diálogo interior e na voz negativa que com frequência segue logo abaixo da superfície. A astrologia e as energias deste momento farão com que os pensamentos despercebidos fiquem mais em evidência para serem notados. Embora isso possa tornar o momento difícil, essa voz interior negativa deve ser notada… e amada. Precisa ser reconhecida e ouvida, mas não comprada. Vocês podem validar que há uma parte em vocês que se sente insegura, temerosa, ou menos do que, sem permitir que esses sentimentos os dominem e assumam o controle. Essas energias estão apenas aumentando e tudo o que não estiver em alinhamento com a nossa alma, está vindo à tona para ser visto, amado e integrado.

Estamos entrando na temporada de eclipses, que vai continuar até o próximo mês e incluirá o Portal de Leão 8/8. Esses são gatilhos cósmicos poderosos que põem em evidência tudo o que precisa mudar, mas também o desejo do seu coração e a sua coragem de ir atrás dele. Minha equipe tem me mostrado constantemente que as regras da realidade e até alguns aspectos da física são também sistemas de crenças que precisam avançar se havemos de acessar nosso potencial pleno.

Onde quer que a sua vida não esteja alinhada com o seu bem maior será conhecido. Pode se mostrar como aumento do estresse, um desmoronamento do que vocês achavam que era seguro e eventos que provocam estresse, mas trazem à tona emoções que vocês precisam considerar. O que também está acontecendo é que os eventos estão acontecendo para colocá-los em alinhamento com o seu verdadeiro self e desejos verdadeiros. Isso pode surgir como mudança de empregos, mudança ou redefinição de relacionamentos, mudança, voltar à escola e mesmo morte ou gravidez.

A parte mais difícil de se encarar uma mudança é o medo que sentimos quando não sabemos quais serão os próximos passos. É aí que a sua alma pede que vocês confiem nela, para dar-lhe a permissão de dissipar o que não lhes serve mais, de modo que aquilo que faz o seu coração cantar obtenha acesso. Não podemos mais caminhar confortavelmente entre o mundo que o nosso coração quer e o que nossas mentes/sistemas de crenças dizem que deveríamos fazer.

Liberação do trauma físico

O corpo está passando por importantes mudanças e liberações. O corpo físico está liberando seus traumas, e, ao fazê-lo, podemos enfrentar uma incrível dor física e emocional. Algumas das coisas que estão sendo liberadas agora são também traumas de vidas passadas.

Tenho gasto muito tempo na natureza para facilitar esse processo. Em um momento, deitei-me na grama para liberar traumas corporais (abuso, cirurgias etc.), deixei-me liberar o grito mais gutural imaginável no horror de tudo. Ao mesmo tempo, me senti incrivelmente sustentada pela Terra, que era bela. Enquanto eu estava lá soluçando, ouvi o meu Eu Superior dizer: Agora perdoe, perdoe tudo isso. Foi-me mostrado que eu precisava liberar tudo o que me fizeram (nesta vida e em outras) e, ao mesmo tempo, me perdoar por tudo que eu fizera.

Eu comecei a dizer: Eu perdoo a todos aqueles que abusaram de mim e perdoo-me pelo abuso que pratiquei. Libero tudo isso agora de volta para a Fonte e agradeço por essa experiência.

Fiz isso por tudo que pude me lembrar que aconteceu em minha existência. Deixando-me sentir o impacto do verdadeiro perdão de tudo. Em seguida, fui mais profundamente e comecei a perdoar em outro nível; com a percepção de que em nossas muitas e muitas vidas e experiências fizemos tudo isso: o bom, o mau e o feio. Oscilamos no caminho para a esquerda e para a direita e agora somos instados a retornar ao centro.

Comecei a dizer: Eu perdoo a todos aqueles que me assassinaram e me perdoo por assassinar outros. Libero tudo isso de volta à Fonte e agradeço pela experiência.

Fiz isso para cada coisa horrível que eu pude pensar que aconteceu neste planeta. Deixei que toda ira, desgosto e horror fossem quando minhas lágrimas encharcaram o chão. Quando terminei, senti-me como um pano de prato limpo, completamente torcido, mas muito leve e livre. Farei isso reiteradas vezes até que o trauma armazenado no corpo seja liberado.

A incorporação da alma significa que percebemos que somos a soma de todas as nossas experiências de ALMAS na Terra, de agora e de todas outras existências. Diz respeito a perdoar e amar todas as partes de si mesmo, e também fazer o mesmo pelos demais. Em um mundo não dual podemos perdoar, amar e ainda não tolerar os atos que se faz, isso não é mutuamente exclusivo.

Fisicamente

Como de costume, estamos com sintomas em todo lugar. Se uma pessoa tem o nariz escorrendo, podemos esperar que outra experimentará o nariz seco. Conscientizem-se de que focalizar demais no que está errado com o corpo pode de fato agravar o quanto se sente miserável. Em vez disso, concentrem-se naquilo que faz com que sejam felizes, mesmo que só dure pouco tempo. Não posso enfatizar o bastante sobre como a conexão com a natureza facilita esse momento. Além disso, o movimento, com a intenção e a respiração, é muito útil, porque é energia e trabalho corporal. Assegurar-se de que estão hidratados e supridos com sais minerais também é útil.

O corpo físico pode realmente lutar com todas as energias. Por favor, não hesitem em procurar ajuda. Algumas pessoas estão lutando com o sistema endócrino, que pode provocar ansiedade, depressão, problemas na tireoide, palpitações cardíacas, problemas hormonais, queda de cabelo, fadiga adrenal e ganho de peso. As glândulas que constituem o sistema endócrino produzem hormônios que regulam a atividade das células e dos órgãos. Todo esse sistema está passando por uma revisão importante enquanto nosso DNA é atualizado.

Dores de cabeça também são muito comuns. Um dos motivos é que a parte reptiliana do cérebro, aquela que detém todos os medos e julgamentos, está também sendo atualizada. É uma parte necessária para o retorno ao modelo original, que não contém a dualidade. Aqui, novamente, obter ajuda para isso é útil: trabalho energético, massagem, crânio-sacral, quiropraxia, são apenas algumas opções de ajuda.

O coletivo

Muitos estão começando a despertar. Alguns em seu desconforto estão querendo projetar-se nos outros. Estou observando como as pessoas estão tentando atrair outras. Afastem-se, isso somente irá drenar sua preciosa energia vital.

Alguns estão buscando validar suas verdades pessoais por exigir que os outros vejam da sua maneira. Façam o seu melhor para não se comprometer. Cada um tem a própria verdade e experiência. Se vocês estão querendo que a sua verdade seja validada, saibam que isso não vem de alguém ou de alguma coisa lá fora, deve vir de dentro.

Pode parecer que as coisas estejam ficando cada vez mais sombrias. Não estão. Estão ficando cada vez mais barulhentas. Precisam disso a fim de que fiquem tão óbvias que não possam ser ignoradas. Os sistemas de crenças que não estejam alinhados precisam entrar em colapso para que possamos descobrir nossa magnificência e poder.

O coletivo está despertando lentamente e isso vai provocar uma importante “noite escura da alma”. Não é agradável, mas necessário. Este é o momento em que fomos avisados para estarmos preparados. Disseram para deixar brilhar a nossa luz e manter espaço durante esses períodos tumultuosos. Lembrem-se, a cada momento temos uma escolha de nos perder no pântano emocional ou deixar brilhar nossa luz, enquanto mantemos espaço para os demais.

Quando eu perguntei sobre o que queria dizer manter espaço, visto que eu tenho entes queridos despertando, disseram-me que significa ser o receptáculo. Proporcionar a estrutura para que alguém desperte para os seus temores, dor, solidão e finalmente para sua verdade, sem julgamento ou condenação. Isso me trouxe de volta a quando comecei a despertar e como eu me sentia sozinha. Não tinha ninguém com quem conversar a respeito disso, e honestamente, pensei que estava ficando louca. Como seria maravilhoso se houvesse alguém para servir de caixa de ressonância, uma voz de compaixão e razão, sem julgamento ou tentativa de colocar sua agenda em mim. Muitos dentre nós estão sendo instigados a ser essa pessoa para os demais.

Espero que esta postagem os encontre bem e realmente se aprofundando para descobrir quem vocês são em seu âmago e, ao mesmo tempo, livrando-se de quem não são. Obrigada, obrigada, obrigada a todos os que compartilham e apoiam este trabalho. Isso é muito apreciado! Envio a todos vocês muito amor.

Jenny Schiltz

Direitos Autorais:

Site original: www.channelingthemasters.wordpress.com

Tradução de Ivete Brito – adavai@me.com – www.adavai.wordpress.com

Copyright 2018, Jenny Schiltz – Se repassar, por favor, mantenham a integridade desta informação exatamente como se encontra aqui e incluindo todos os links acima e os links da publicação original.

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.