EQUINÓCIO DE MARÇO DE 2017:

Deixe um comentário

ESTABILIZAÇÃO, RESSURREIÇÃO & SOBERANIA PESSOAL – 16/03/17

(Natalia Alba)

Na última etapa deste mês, nos encontramos atravessando o limiar que nos conduz a um estado de ser mais elevado, e a novos modos de viver neste Novo Ciclo de nosso infindável caminho evolutivo da alma. Porque, conforme vocês já podem estar sentindo, o nosso Planeta, que vem se separando da velha Terra há algum tempo, já está se realocando em uma nova dimensão, entrando em um espaço mais elevado, nesta nova oitava, em que decidimos conscientemente habitar.

É durante este equinócio que seremos infundidos com uma nova onda cósmica, para que finalmente nos desvencilhemos da frequência da antiga 3D e de suas limitações. É o momento de purificar antigas linhas do tempo e começar a fundir nossa frequência com essa da Nova Terra, porque o tempo para acessar essa nova realidade vibratória, fora do espaço e do tempo, é Agora. Essa última onda começou com os eclipses, e que estamos integrando continuamente, crescerá à proporção que alcancemos o equinócio de inverno/primavera em 20 de março, em que vamos sentir como nossos corpos também nos solicitam a estabilização e cuidados adequados, após todos esses novos códigos que estamos incorporando de modo consciente.

Como uma estabilizadora, eu sinto, principalmente quando em nosso domínio dual, as energias opostas de ambos, dentro e fora, no macro que representa nosso universo interior, instigando-nos a unificar antes que possamos cair na armadilha da polarização neste momento desafiador de integração. Esta temporada também é uma oportunidade para que dominemos nossa personalidade tridimensional e comecemos a nos desprogramar de mais meias verdades que ainda permanecem internamente – devido à nossa necessidade humana de processar e compreender tudo, com nossas mentes limitadas, em vez de apenas aceitar tudo o que ocorre do jeito que é.

No dia 20 de março, passaremos do sonhador e intuitivo signo de Peixes para o reino ardente de Áries. Vimos trabalhando em nossa purificação, assim como em nossos corpos físicos, enquanto habitávamos nesse curador signo de água, principalmente por também ter Netuno e Quíron nesse mesmo signo, cumprindo nossos contratos anímicos, à medida que nos preparamos para a Nova Etapa. Uma vez que é com Áries, o primeiro signo do zodíaco, o iniciador, que começamos a navegar novamente, ao manter agora um conhecimento mais elevado nessa espiral eterna da Criação.

Este ano, o equinócio parecerá totalmente diferente daqueles em que vínhamos fazendo continuamente nosso trabalho interno, porque não apenas traz equilíbrio, conforme costumava fazer no antigo ciclo, entre polaridades diferentes, mas, visto que vimos trabalhando em transcender a polaridade, e nossos profundos sentidos humanos de tempo e espaço, também traz as frequências que são destinadas a nos ajudar no processo de auto-capacitação no que se refere a resgatar nossa soberania pessoal, enquanto continuamos a dominar nosso eu inferior.

Isso é o que este equinócio do ano me demonstra; a necessidade de finalmente agir com total integridade e soberania espiritual, conforme acessamos um reino livre, dentro de um novo plano de existência, em que assumir plena responsabilidade é essencial, e em que suas frequências mais elevadas simplesmente vão repelir as inferiores que possamos trazer de nosso eu inferior. Visto que estamos nos ressuscitando em seres de amor/luz, à medida que continuamos desfazendo mais das antigas camadas de nossa existência tridimensional.

Desconstruir nossa personalidade 3D não é um processo de um só dia, em que fazemos uma meditação/ativação, e, de repente, começamos a nos sentir como os mestres, que realmente somos, em essência. Desprogramar tudo o que nos foi implantado, desde que nascemos, como informações programadas visualmente, entre muitas outras formas de controle mental, não é fácil, em absoluto. E sob o meu ponto de vista, é amplamente manipulado por algumas pessoas que declaram passar por esse processo em poucos dias, ou que elas podem fazer com que vocês curem e liberem todos esses antigos implantes – como se pudéssemos apenas liberar séculos de manipulação/programação genética, como esta. Para mim, isso é mais uma vez o ego tentando interferir, quando deveria permanecer vigilante.

Como sempre, muitos de nós estão sentindo fisicamente os muitos desafios que ascender no físico, pela primeira vez na Criação, traz. Teremos fortes sensações nos locais em que nos contraímos mais. Para alguns, devido à falta de autoamor, pode ocorrer no seu chacra cardíaco, como uma forma de ansiedade – para liberar todo o esforço que nosso eu inferior faz para impedir o nosso estado de ser natural – que é sempre um de total conexão com o Todo.

Para outros, que temem expressar seus verdadeiros sentimentos e crenças, podem notar fortes sensações em seu chacra laríngeo e no timo. Isso é tão-somente uma forma que o nosso corpo humano tem para nos mostrar os locais em que devemos desfazer todos os implantes negativos, crenças e cargas emocionais que ainda continuamos a alimentar. Para as almas ascendentes, pode parecer como um estado total de paz e liberação, visto que agora não tememos abrir mão de tudo e acolher o desconhecido, seja lá qual for a sua forma, porque sabemos que o desconhecido pode não ser familiar, mas é sempre puro, verdadeiro e o que precisamos no momento.

O renascimento xamânico, conforme eu o chamo, que estamos enfrentando nesta temporada, ou a ressurreição, e, portanto, a morte metafórica de nosso eu inferior, é um processo natural que vimos aqui dominar. Reclamar não vai ajudar, apenas se nos tornarmos os próprios cuidadores e fonte de amor é o que nos auxiliará durante essa longa transformação física. Escutem o seu corpo, visto que ele fala com vocês constantemente, saibam que frequência o nutre, a partir do alimento que vocês ingerem, até os cristais com que vocês trabalham, e sintam o que ressoa com a sua frequência e o que a enfraquece.

Lembrem-se de que todos nós precisamos de ajuda e de confirmação, mas não de alguém que nos faça isso – porque isso não é ajuda, mas interferência e ego. Comecem a se tratar, como mestres e curadores, que vocês são, e que vieram aqui para se lembrar, em vez de contar com as forças externas – ou seres – durante essa transição para a sua verdadeira essência cristalina, porque isso somente vai provocar mais separação do seu Eu Divino.

Saiam à luz do sol, sejam banhados por seus códigos cristalinos de recordação anímica. Integrem essas frequências mais elevadas, com a intenção consciente de queimar tudo o que não vier de um lugar autêntico, tudo o que seja parte da sua personalidade egoica tridimensional e que está simplesmente impedindo-os de ser quem vocês são e de cumprir a sua missão exclusiva, porque essa luz cura, purifica e ama a Todos – dissipando, à medida que desce por seu corpo, todas as impurezas que criamos inconscientemente e que não estão alinhadas com a nossa vontade mais elevada e verdadeira frequência.

Todos os nossos aspectos não amados, que nos fazem cair na armadilha egoica de que não somos suficientes, todas as questões de superioridade, que também nos fazem crer que somos mais evoluídos. Tudo vai se extinguir quando nos expusermos à luz de nosso Eu Unificado – Sol – de nosso Sol Central, que não é apenas uma mera bola de fogo, que nos fornece luz, que é somente o que percebemos sob a nossa perspectiva humana, não necessariamente o que é, mas um corpo estelar consciente, que nos ajuda a purificar, reconstruir e nos lembrar de nossa verdadeira essência como seres cósmicos, assim como da luz interna.

Durante essa época, principalmente em alguns países, tal como a Espanha, onde eu vivo, isso vai acontecer, se vocês estão conscientemente neste caminho ascensional ou começando a acessá-lo, um momento precioso para discernirem acerca de todos esses antigos implantes, que vocês carregam internamente, por eons, sobre o verdadeiro significado da ascensão, e que não provêm de um lugar verdadeiro, porque o coletivo tem um forte sentido religioso, e seu impacto pode ser sentido fortemente neste momento. Não estou julgando ou criticando nenhuma religião aqui, porque todos nós estamos no lugar que deveríamos estar, enfrentando o que, no fim, nos libertará, e não considerar a religião como sendo boa ou ruim, mas simplesmente como algo que deve ser experimentado e que nossa ajudará a crescer no tempo divino, como no meu caso, lembrem-se de que a verdade ficou muito tempo escondida de nós.

Minha pura intenção neste artigo é ajudá-los a compreender as bênçãos cósmicas dessa nova luz para aqueles que estão prontos para começar esse passo de desprogramar-se dos séculos de condicionamento e que estão ávidos para encontrar as respostas, que sempre estiveram dentro deles, e que foram ensinados a procurar do lado de fora. Neste período, em que as pessoas honram, respeitam e literalmente glorificam figuras externas, temos a oportunidade de observar o self e ponderar acerca de nossa necessidade humana de idolatrar o que está fora, e o que nos ensinaram, como se esses padrões fixos fossem nos salvar.

É essencial que comecemos a honrar o que quer que seja que represente nossas verdadeiras crenças internas e desejos da alma, por estar conscientes de que a primeira representação do deus vivo/deusa são os próprios eus, porque não vimos aqui para adorar alguém ou coisas externas, mas o Eu Divino que permanece em nosso interior e que se vê nos outros também. Para sermos capazes de nos desprogramar de anos e anos de manipulações mentais controladas, principalmente com respeito à religião, é essencial que nos conscientizemos primeiramente, e possamos estabelecer a intenção de começar a permitir que a nossa alma integre o conhecimento perdido que ocultamos com as nossas ilusões humanas, porque, uma vez que estabeleçamos a pura intenção para servir à Lei do Um, e possamos incorporar nossa soberania, todo o Universo começa a nos enviar tudo o que necessitamos para ver a verdade.

A frequência da Consciência Crística está à disposição de todos nós, o tempo todo. Por meio da religião, fomos ensinados que somente quando nos sacrificamos, mudamos quem somos, como pecadores naturais, e nos tornamos puros, que podemos ser perdoados e ir para o céu quando morrermos. A verdade é que nascemos perfeitos, e somente quando somos programados por aqueles que só servem à lei da separação e praticam o satanismo como seu modo de vida natural, que estamos enfraquecendo a divindade interna – ofuscando-a com as nossas ilusões de sermos maus, e da necessidade de fazer o impossível para sermos amados por Deus, quando Deus nos ama incondicionalmente, não importa o que decidirmos experimentar.

Essa é uma oportunidade para permanecermos firmes em nosso poder e continuar centrados na Verdade Iluminada e na Presença de nossa alma, porque é aí onde a verdadeira paz e amor residem. Chegou a hora de incorporarmos, de modo consciente, essa nova onda, e começar a direcioná-la para os motivos apropriados. Para despertar – o humano em nós – desse longo sono em que permitimos que os outros nos dissessem quem somos, o que devemos e o que não devemos fazer, e o que é puro e o que não é, dentro de nós. Durante um longo tempo, as forças sombrias tentaram e foram bem sucedidas, porque todos esses programas provocaram medo naqueles que estavam começando a despertar, tornando-os incapazes de seguir as verdades de sua alma, se essas não coincidissem com as verdades impostas. Mas, neste momento, somos ajudados a sair do nosso casulo, e do nosso ser para, finalmente, manifestarmos uma realidade mais elevada.

Lembrem-se, amados, a Essência Crística está sempre dentro de nós, porque é isso que somos – seres compassivos de amor/luz, desde que nossos Criadores Lirianos cósmicos, os Elohim, começaram a criar vida neste Universo. Não nos tornamos seres crísticos porque os outros nos deram a sua absolvição, porque esse conceito acerca do Cristo foi manipulado também. Nós nos tornamos aquilo que verdadeiramente somos, e sempre fomos, quando desprogramamos nossas crenças limitadas e nossos seres, e permitimos que as verdades mais elevadas, bem como nossa Essência Verdadeira desçam, naturalmente, para os nossos veículos físicos.

Para habitar na frequência mais elevada possível, nunca cedam o seu poder a algo ou a alguém, inclusive anjos, arcanjos e todos os mestres ascensos e outros seres cósmicos, que costumamos invocar, porque eles querem que sejamos capacitados e possamos assumir nossa soberania, em vez de confiarmos constantemente neles. É importante sermos humildes e aprendermos com aqueles que já dominaram aquilo com que estamos trabalhando, neste momento, mas não, se cedermos todo o nosso poder e atenção a esses seres ou forças externas, porque não estamos, então, criando nossa realidade, mas permitindo que forças externas a ditem.

Reivindicar a soberania espiritual é essencial para seguir uma vida livre de temores e falta de amor. Porque toda vez que cedemos o nosso poder aos nossos sentidos físicos, aos outros ou a outras condições, estamos agindo como seres desesperançados, à deriva. Quando começamos a trilhar um caminho consciente de integração da alma e de cocriação, não podemos fazer nada a partir de um estado de ser incapacitado, pois quando agimos sob essa frequência inferior, não conseguimos amar, dar e compartilhar desde um lugar autêntico, mas a partir de um lugar de separação e confusão.

Neste período, e sempre, comunguem com o seu Eu Eterno, observando para sempre desde um lugar de amor e compaixão tudo o que o humano está enfrentando, quer rotulemos como positivo, quer negativo, porque já sabemos que nada, na verdade, contém uma essência boa ou má, tudo se refere à nossa interpretação humana. Reconheçam o seu poder como Seres Divinos, cuja luz eterna está agora concentrada e baixada em um corpo físico.

Quando caminham como seres soberanos, vocês se lembram da luz interior, vocês sabem que, quando essa luz é compartilhada com ajuda altruísta e grande respeito pelo Todo, ela se expande e toca tudo e todos com graça e amor. E quando vocês cedem o seu precioso poder interno em excesso, esvaziando-se, criam ilusão, incapacitação e sofrimento. É seu livre-arbítrio utilizar essa força interna que lhes foi oferecida e que é sua, de modo sábio, sabendo que independentemente do que decidirem, a sua escolha sempre afetará o Todo.

Desejo a todos um portal abençoado e mágico, amados!

Com amor e luz infinitos.

Natalia Alba.

Direitos Autorais:

Natalia Alba – http://www.starseedsoul.com/

Tradução de Ivete Brito – adavai@me.com – www.adavai.wordpress.com

 

 

ASCENSÃO: É SOLITÁRIO NO TOPO ( OU ESTÁ?) – 14/03/17

2 Comentários

(Maria Chambers)

Para aqueles dentre nós que elegemos nos transformar nesta única existência, de humano para humano divino, pode ser arriscado. Não podemos mais nos relacionar com o mundo 3D. Esse jogo acabou para nós. Há cada vez menos pessoas em nossa vida com quem podemos ter um relacionamento. Todavia, ainda não estabelecemos completamente o relacionamento que desejamos com o nosso eu eterno, a nossa própria alma.

Pelo projeto, temos o apoio de outras pessoas de alma semelhante, pelo menos virtualmente, por enquanto. E esses números estão aumentando, mas não na medida que gostaríamos que o restante da humanidade o fizesse.

Mas, vimos aqui como líderes, sinalizadores do caminho e professores da nova consciência. Isso é por definição uma tarefa um tanto solitária. E, com isso, quero dizer que não vamos lá fora e nos conectamos com milhões de outras pessoas, vivendo uns com os outros em elevada solidariedade.

Mas, então, realmente nunca nos sentimos como parte deste mundo, único em que não existe um real reconhecimento do eu da alma. Passamos pelos movimentos, assumimos uma vida comum, tendo questões comuns, para nos familiarizar com o que o resto da humanidade está passando.

E, ao longo do caminho, alguns de nós se perderam nesse mundo e se esqueceram do motivo pelo qual vieram nesta existência. Alguns continuam a jogar na dualidade, e outros deixaram o planeta.

Assim, há um grupo nuclear que permaneceu, que é suficientemente determinado, teimoso e louco para aguentar e ver o que acontece.

Somos únicos, porque passamos pelo pior dos piores. Desmoronamos. Perdemos coisas, pessoas, zonas de conforto. Encaramos temores cada vez mais profundos. Oh, não se enganem, continuamos a fazê-lo até certo ponto, mas atravessamos o baixo-ventre do dragão da ascensão.

E é por isso que não podemos mais nos relacionar com a maioria das pessoas em nossa vida. A menos que elas também tenham enfrentado isso, estamos em um plano diferente de existência daquele que elas estão. Podemos sentir o abismo ficando cada vez maior. É quase como se tivéssemos morrido e voltássemos sob a forma de espírito, e agitássemos nossas mãos em frente dessas pessoas, mas elas não pudessem nos ver. Elas estão pensando em nós como nosso eu anterior, antes de morrermos. Mas elas simplesmente não podem ver ou se relacionar com a nossa nova versão.

E isso é apropriado. Por que deveriam? Estão seguindo o seu caminho e estão simplesmente onde precisam estar. Estivemos lá também. Não podíamos ver as coisas bem em frente de nossos narizes, porque não estávamos prontos.

VEJAM AS PIRÂMIDES 

O processo do despertar é como uma pirâmide. Em sua base, as etapas iniciais do despertar, existem milhões de pessoas. Elas estão em uma fase de lua de mel, em que são atraídas a vários livros, modalidades e ensinamentos. Estão empolgadas pelo fato de que há algo mais do que esta existência, e não podem esperar para disseminar a palavra.

Vocês descobrem muitos outros com quem podem falar, filosofar acerca da iluminação, ascensão e de se estar no caminho espiritual. Vocês sentem como tudo é possível.

À medida que sobem a pirâmide, vocês se aprofundam mais em seu processo, e as coisas em sua vida começam a se desmoronar, e vocês ficam confusos. Vocês pensavam que ser espiritual os levaria direto da realidade tridimensional para uma saúde melhor, mais abundância, mais amor, e que a vida ficaria cada vez melhor. De fato, isso é o que os ensinamentos pareciam defender.

Vocês sabem, pensem positivamente e as coisas boas virão em sua direção.

Mas, à medida que vocês sobem a pirâmide, as coisas parecem ficar cada vez piores. Talvez a sua saúde enfraqueça, vocês perdem o emprego, perdem dinheiro, relacionamentos se afastam. Vocês descobrem, enquanto constatam várias fontes de informação, que isso é parte natural deste processo de transformação. Que precisamos deixar de lado tudo o que não for compatível com a nossa consciência recém-formada.

Algumas pessoas deixam o planeta nesse ponto. Elas não estão dispostas a passar por uma transformação tão extrema, tendo suas zonas de conforto arrancadas delas. Alguns que permanecem, escolhem ir devagar ou interrompem o processo. Em vez disso eles permanecem na 3D, se mantendo ocupados, ficando no drama.

Conforme avançamos na pirâmide da ascensão, ainda mais pessoas desistem. Somos mais solitários, temos menos interesse em relacionamentos que sejam baseados na antiga dualidade. E agora temos o próximo desafio. Encarar nossos temores mais profundos. Encarar nossa dúvida, nossa tristeza, nossa depressão ou culpa. Nossa raiva. Nosso tédio. Aceitar tudo isso em nós mesmos. Não fugir deles. Compreender que essas emoções não são quem somos.

E estamos começando a convidar nossa alma de modo mais profundo. O que ajuda a compensar a solidão que começamos a sentir. Começamos a saborear a alegria de nossa alma. Estamos experimentando, de modo tangível, como é estar aqui nestes corpos, nesta Terra, como nossa alma. Ainda que sejam apenas lampejos, por enquanto. Percebemos que as coisas não têm que ser resolvidas física ou emocionalmente antes que possamos experimentar o espírito em ação… esse sentimento de paixão, por simplesmente estar aqui como nossa alma.

Portanto, ascendemos cada vez mais, e sentimos até mais profundamente o abismo entre nós e nossa família, amigos, comunidade, humanidade.

Nesse nível, há ainda cada vez menos companheiros pioneiros. Isso é porque, para chegar a esse lugar, tem-se que passar por uma transformação profunda em muitos níveis. Eles se comprometem TOTALMENTE. Não estão preocupados com o que alguém pense deles. Eles são o relacionamento mais importante em sua vida.

Não são muitas as pessoas fortes o suficiente para assumir esse compromisso.

Mas, nesse ponto, vocês reconhecem quem vocês são, e que têm tudo de que precisam internamente. Vocês sabem que as rodinhas de treinamento estão desligadas. Vocês estão se tornando o eu amoroso, soberano e mestre alegre. Vocês realmente não precisam do restante da humanidade para conseguir isso. A solidão é lentamente substituída por um sentimento de realização em um nível mais profundo.

E vocês reconhecem que isso não se refere tanto a uma subida, mas a uma revelação. De fato, vocês podem virar a pirâmide de cabeça para baixo, porque se trata de um processo mais profundo do que de um processo mais elevado. Vocês percebem que não diz  respeito a se esforçar, mas de permitir. E vocês também sabem que pavimentaram o caminho para os outros que os seguem. Isso fará com que a abertura ao espírito seja mais fácil.

Direitos Autorais:

Copyright © 2017, Maria Chambers. Todos os direitos reservados. Por favor, sintam-se livres para compartilhar este conteúdo com os outros, publiquem em seus blogs, página do Facebook, etc., mas mantenham a integridade deste artigo por incluir o autor, o tradutor e o link do site:

Maria Chambers – https://soulsoothinsounds.wordpress.com

Tradução de Ivete Brito – adavai@me.com – www.adavai.wordpress.com