COMO O SEU MUNDO EXTERIOR É UM REFLEXO DO SEU MUNDO INTERNO-12/9/15

Deixe um comentário

(Paige Bartholomew)

Muitas pessoas estão confusas acerca do que significa dizer que o mundo exterior é um reflexo do eu interno. Trata-se de um conceito complexo e possui diversas camadas de significados. Aqui estão três camadas explicadas, cada uma progressivamente mais avançada do que a anterior.

A VERSÃO SIMPLES:

A primeira, e a mais simples forma de perceber isso é que tudo o que está em seu interior é o que você reconhecerá, de modo mais óbvio, nas pessoas e nas circunstâncias que o cercam. Qualquer que seja a beleza e o amor que você conduza, qualquer que seja a dor e a agressão que você carregue, você rapidamente reconhecerá isso nos outros.

Essa perspectiva é construída em torno do conceito de que estamos mais vivamente conscientes daquilo que conhecemos de modo mais íntimo.

A VERSÃO INTERMEDIÁRIA:

À medida que você cresce e evolui para o próximo nível, mais avançado, você começará a compreender o conceito de que você cria a própria realidade. Você não cria simplesmente o que você pensa, você cria o que você É.

Portanto, o que quer que não esteja curado, que seja triste ou traga pesar – tudo o que você não goste ou não possa aceitar acerca de si mesmo, será recriado nas histórias que surgem em sua vida. (Às vezes, chamamos isso de “padrões”.) Você vai atrair pessoas que provocarão os seus pontos não curados.

Elas vão desencadear isso em você, porque elas não gostam de SI MESMAS, do mesmo jeito que você não se gosta, ou elas não vão gostar de VOCÊ dessa forma.

Todavia, isso demonstra que se trata de uma oportunidade para se olhar mais detidamente para o seu mundo interno, com o objetivo fundamental de curar o que está fora de alinhamento com o Amor.

Essa perspectiva é construída em torno do conceito de que o universo é um fractal. Isto é: Seja qual for a assinatura energética que conduzamos, ela se repetirá infinitamente, reiteradas vezes, até que mudemos essa vibração.

A VERSÃO AVANÇADA:

No nível mais avançado, você vai saber que, na realidade espiritual mais profunda, há apenas Um Ser em toda a existência. Porque há apenas um de nós aqui, “ele” está criando todo este mundo que vemos, ouvimos, sentimos e percebemos. “Nós” – o Um – criamos aparentemente bilhões de facetas de nosso eu (self).

Cada faceta acredita, em sua pequena esfera de percepção, que ele ou ela é uma entidade distinta, separada de todos os outros.

É quando atinge os níveis mais elevados da sabedoria espiritual, que você percebe que pode escolher agir a partir desse pequeno e único eu (self) ou pode lembrar-se da Unicidade que NÓS somos e aproveitar o poder de Tudo o Que É.

Da perspectiva espiritual mais elevada, sabemos que os “outros” são nossos espelhos, porque eles realmente SÃO nós. E nesse nível de alcance espiritual, a coisa toda é divertida – porque sabemos que tudo é uma ilusão, e que, na realidade, “todos” estamos simplesmente bem.

Este mundo é um espelho em que eu olho

Para ver o Divino,

Meu Amado,

Meu Self.

 

Direitos Autorais:

Paige Bartholomew – Psicoterapeuta licenciada, Mestre Sufi e apaixonada e defensora da cura para todas as pessoas.

Tradução de Ivete Brito – adavai@me.comwww.adavai.wordpress.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s