UMA MUDANÇA SUTIL

Deixe um comentário

18  DE JULHO DE 2013: UMA MUDANÇA SUTIL

SER OU NÃO SER? ESTA É A QUESTÃO!

Sarah Varcas, 18 de julho de 2013

Hoje os céus gentilmente nos movem do modo receptivo para o modo ativo. É apenas uma mudança sutil, nada que nos cause qualquer distúrbio, mas sinaliza o começo da nossa saída gradual das águas nas quais estivemos mergulhados nos últimos dias. Na verdade, é mais uma escolha do que uma obrigação. Podemos continuar imersos, se desejarmos, e isto está bem. Se soubermos que tudo o que conseguimos fazer neste momento é apenas ser e permitir que as emoções e a cura fluam através de nós, então que assim seja. Mas se sentirmos o chamado à ação, o cosmos nos sustentará nisto e nos oferecerá algumas energias para reacender o nosso fogo!

Este é um momento muito interessante, porque embora haja a indicação de atividade, esta não é do tipo antigo. Alguma coisa mudou hoje e podemos trazer esta mudança para as nossas tarefas e responsabilidades diárias, de modo que deixem de ser exigências tão grandes para o nosso tempo e energia. O que nos parecia complicado e nos trazia ansiedade, agora se torna mais simples e fácil de conseguir. O que antes nos parecia pesado e opressivo, agora nos parece mais leve e menos denso. Seja o que for que tenhamos que fazer hoje, podemos trazer esta nova energia para essa tarefa e mudar sua própria natureza, transformando-a numa experiência mais agradável.

Prazer… agora esta é a palavra que eu ainda não tinha mencionado (sinto muito!). Na verdade, é uma das minhas favoritas: prazer. São apenas seis letras, mas dizem tanto! E ela cabe muito bem no dia de hoje. Com a enxurrada de energias curadoras dos últimos dias, muito já se dissolveu. Talvez nem estejamos conscientes do que, até que nos deparemos com aquilo que acionava essas coisas em nós e percebamos que não acionam mais ou, pelo menos, não com a mesma intensidade. A vida está ajustada para ser um pouco mais fácil, um pouco mais livre, porque permitimos que o universo nos preenchesse com algo maior do que nossa própria perspectiva estreita e nosso modo pessoal de ver o mundo. Enxergamos através dos olhos cósmicos, agora, e podemos nos conectar com o coração universal, no lugar da visão do mundo criada pela nossa mente. E fazer isto é realmente prazeroso!

Então, seja qual for o chamado que você ouvir hoje – descansar ou levantar ou fazer algo – lembre-se que existe prazer no ar e há novas experiências no horizonte. Observe os pontos em você mesmo que se alteraram: os nós que se desataram ou que estão se desembaraçando gradualmente. Alguma coisa está acontecendo… estamos sendo liberados de uma forma que nunca experimentamos antes. Pode até parecer incômodo, de vez em quando… a familiaridade dos velhos “disparadores” pode ser mais bem vinda do que a liberdade da ausência deles, mas nos acostumaremos com isso. Como um anfíbio pisando na terra seca pela primeira vez, isto talvez não nos pareça muito certo. É necessária uma nova maneira de nos movermos. A experiência que temos dos elementos e do ambiente que eles criam é diferente, mas carrega tantas promessas possibilidades de expansão de potenciais, de tantas maneiras, que seríamos loucos se simplesmente voltássemos para a água, sem explorar um pouco o novo terreno!

Então hoje desejo a todos muito prazer e alegria, novas descobertas e mais liberdade. Para o infinito e mais além!

Com Amor,

Sarah Varcas

Tradução de Vera Corrêa  veracorrea46@ig.com.br

© Sarah Varcas. Todos os direitos reservados. É dada permissão para compartilhar livremente este artigo em sua totalidade, desde que seja dado todo crédito ao autor. E que seja citado o site onde este texto é oferecido gratuitamente: www.astro-awakenings.co.uk.

Fonte: http://astro-awakenings.co.uk/18th-july-2013-a-subtle-shift

 

 

 

ARTIGO JENNIFER HOFFMAN-17/07/13

Deixe um comentário

P & R: MISSÃO CUMPRIDA – PRÓXIMA DESIGNAÇÃO?

Querida Jennifer: Eu realmente aprecio os seus escritos e agradeço pelas muitas atualizações, que são muito úteis para mim. Eu nunca fiz tantos decretos em minha vida, como nos últimos anos, ao ancorar a luz, de modo que a vibração da Terra se altere para melhor. Foi um bom trabalho, embora difícil, na maior parte do tempo, mas agora sinto-o concluído…como não há nada que eu queira fazer. Escrevi um livro de 2011 a 2012 e o publiquei. Agora sinto-o realizado, terminado, mas estou ainda aqui. Todas as vezes que pergunto aos Poderes Superiores, qual é a minha próxima missão, eles dizem: ‘aproveite a sua vida’. Não tenho certeza do que isso significa, você tem alguma sugestão? Qual é a próxima coisa a fazer para aqueles de nós que fazemos esse trabalho?

Resposta de Jennifer: Parabéns por perceber que você concluiu o que chamo de Primeira Etapa do seu trabalho. Foi uma etapa longa e abrange todo o seu tempo na Terra. Você concluiu isso e agora a Segunda Etapa começa, que realmente tem a ver com aproveitar a vida. Você não sabe o que isso significa porque é uma forma muito nova e diferente de conectar-se com as energias da Terra, com  a humanidade, com você mesma como um ser humano, e com o seu caminho de vida. É um novo início para você e para muitos de nós, o que significa que não sabemos o que fazer, porque estamos encarando uma nova situação que exige que alteremos uma mentalidade muito antiga.

O novo paradigma da Terra flui de um jeito muito diferente do que estamos habituados. Estamos acostumados a fazer o trabalho, trabalhar arduamente, enfrentar desafios que tomam cada pitada de determinação, ânimo, vontade e resistência, que temos que continuar para colocar um pé na frente do outro. Pensamos que esse processo acabaria de modo muito diferente, com um alto estrondo, ou alarde, de modo que a ‘choradeira’ que foi a suposta ascensão de dezembro de 2012 foi bastante decepcionante. Estávamos procurando os sinais de que fizéramos o que pensamos que seria igual à quantidade de trabalho árduo que pusemos no processo. Os sinais estavam lá, mas não eram coisas que pudéssemos ver, tivemos que ‘saber’ deles. Necessitar desse tipo de prova visual, concreta faz parte de nosso antigo modo de fazer e esse não é o modo da Nova Terra, que é acerca de ser.

Nossa antiga maneira de ‘fazer’ deve tornar-se um novo modo de ‘ser’. Não há nada a fazer, porque, no passado, tivemos de trabalhar para mudar a energia de 3D para aspectos mais elevados de modo que a ascensão pudesse ocorrer. A vida era difícil porque tínhamos de trabalhar dentro do paradigma da terceira dimensão, e uma coisa que sabemos acerca da 3D é que a energia não flui de modo muito fácil ou rápido. Temos que empurrar, puxar, dar estocadas e forçar a energia para o lugar, se queremos que algo aconteça. Talvez não, mas essa era a forma como sempre funcionamos na terceira dimensão. Se queríamos que algo acontecesse, trabalhávamos arduamente para fazer acontecer e isso era adequado para aquela época. Agora, temos de aprender a fluir com os resultados que pretendemos, para estar dentro da energia de nosso potencial como seu guia e administrador. A criação não depende mais de como trabalhamos arduamente, de quanta energia ou luz podemos manter, ou por quanto tempo podemos sustentar o esforço. Seja o que for que queiramos criar, começa a partir da alegria, do alinhamento, da vibração e de como isso nos serve. Esse é o lugar onde começamos a criar a vida como um processo prazeroso.

Acho que os seus guias estavam lhe dando uma pista, no sentido de que aproveitar a vida significa ser alegre. Não significa que você não tenha que fazer nada, significa apenas que, o que você fizer, deve lhe trazer alegria e isso começa com um estado de ser, não de fazer. Nesse novo paradigma, trazemos alegria à vida. Como podemos estar tanto na energia da alegria que vivamos ‘na alegria’ e portanto, aproveitemos a vida? Vir de existências de trabalho árduo e difícil, estar na alegria e fazer com que o nosso propósito seja uma grande mudança, mas isso é o que este paradigma da Nova Terra exige, que estejamos na energia da alegria.

Assim, em vez de buscar coisas novas para fazer e querer saber por que você está se sentindo tão desmotivada, estabeleça sua intenção para a alegria, para estar na alegria, para ter alegria em sua vida e estar plena de alegria ou contentamento. Então, a partir desse ponto de ser alegre, preste atenção às coisas que você pode fazer que tragam alegria à sua vida. Que dons você pode explorar? Que sonhos podem se revelar para você agora? Você tem novos sonhos a explorar? Que intenções você tem para a sua vida? Quando parar de procurar coisas para fazer e começar a estar na energia do que você esteja desejando, esse novo caminho vai se abrir para você, com muitas maneiras de utilizar a sua energia, tudo na realização da alegria que você intencionar. E, dessa forma, você vai compreender o que significa ‘aproveite a sua vida’ à medida que você cria alegria para si mesma e acessa o poder do paradigma da Nova Terra com pensamentos e ações alegremente inspirados.

Tradução de Ivete Brito-adavai@me.comwww.adavai.wordpress.com

Site original: www.enlighteninglife.com